3 de jun de 2014

Resenha do livro "Lembra de mim?" de Sophie Kinsella

Ganhei esse livro de uma amiga. Um dia sugeri fazermos uma troquinha entre amigas, já que eu tinha vários produtos quase nunca usados e que poderiam fazer outras pessoas mais felizes.

Frequentemente eu separo roupas e cosméticos para doar. Começo perguntando pra minha mãe se ela quer alguma coisa, depois para algumas amigas íntimas e, por fim, para pessoas que vão fazer um uso melhor do que eu. Definitivamente, eu prefiro ter poucas coisas que use sempre, do que um armário ou penteadeira amontoados de coisas para fazer volume.

Num desses encontros, acabei ganhando de uma amiga um livro que ela disse que talvez eu gostasse. Ele estava novinho porque ela tinha comprado a versão dele em inglês e a versão em português veio junto de um kit.

O livro era "Lembra de mim?" de Sophie Kinsella.
Eu definitivamente estou por fora de leituras desse tipo há mais de 12 anos. Depois que descobri que (supostamente) ler resumos dos livros que os professores nos indicavam, resolviam meus problemas em uma prova, abandonei completamente o hábito de ler. Inclusive, nunca achei interessante ler uma história fictícia ou pensei que poderia acrescentar qualquer coisa na minha vida. Mas isso mudou.

Não que eu não goste de ler. Eu adoro ler! Ler reportagens, matérias, blogs e histórias reais.

A autora tinha um nome familiar, mas não vi esse livro entre nenhuma modinha avassaladora como "A Culpa é da Estrelas" e, sim, eu não tenho saco pra seguir o que todo mundo faz, só porque "preciso estar inclusa em um meio social" então resolvi dar uma chance pra esse.

Confesso que comecei com certo receio já que todos os últimos livros que li nos últimos 10 anos, parei de ler antes do final, por mais interessante que o assunto fosse.

Hesitei por alguns dias até que decidi abrir a primeira página. De cara encontrei uma histórinha boba, porém, com uma linguagem muito fácil de ler. Escrito em primeira pessoa, como se você mesmo pudesse se sentir como a Lexi, personagem principal do livro.

A novidade pra mim foi que, mesmo a história sendo "boba", cada capítulo me prendia para ler o próximo! Era como se você soubesse o que iria acontecer, mas na realidade em cada capítulo você era surpreendido com algo inusitado.

"Sinopse: Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória."

Esse é o grande problema de uma sinopse. Nenhuma me empolga. Se não fosse um presente, eu jamais compraria esse livro. Mas é completamente compreensível que não dê pra contar os momentos mais interessantes do livro em uma sinopse porque faria ele perder a graça. Então, será que a dica seria arriscar comprar um livro mesmo assim?!

No caso desse, sim. A trama é muito mais complexa e me arrancou várias risadas durante a leitura em pequenos momentos. Também me deixou entendiada na metade do livro onde ele simplesmente estagnou em enrolações sobre a falta de memória de Lexi.

Mas a cada noite que passava, antes de dormir, eu abria o livro para ler um capítulo, mas nunca parava em apenas um. Como eu disse, um capítulo te puxa para o próximo.

O livro tem 399 páginas e eu acabei ele nesse exato momento.
Antes que minha empolgação em falar sobre ele ficasse de lado, resolvi escrever esse post.

Vamos agora, finalmente, ao meu breve resumo pessoal sobre o livro:

A leitura é extremamente fácil, com palavras comuns que usamos no dia-a-dia.
Encontrei 3 erros de digitação no meu livro, infelizmente.
Lexi é uma menina (mulher) com uma aparência não tão agradável ao seu próprio olhar e tem uma vida não muito feliz, até que tudo muda repentinamente quando ela acorda em um hospital.
Sua memória de 3 anos foi perdida depois de um acidente. Ela não se lembra de absolutamente nada que viveu nos últimos anos e é aí que a história começa a ficar interessante.
Em um primeiro momento, ainda que muito confusa, ela descobre que tem uma vida perfeita, que a antiga Lexi não existe mais. Ela está muito mais bonita e já é até casada com um homem bonito e rico, que diga-se de passagem, ela não faz ideia de quem seja. E sai do hospital pensando que tem uma vida completamente perfeita e luxuosa. Aos poucos o livro mostra que a vida de Lexi não é assim tão perfeita como ela pensava e nesse momento é que você quer ler mais e mais capítulos para descobrir junto dela o que ela perdeu nesses três anos.
Entre uma enrolação aqui e outra ali, Lexi desconfia que teve um amante, Jon e que na verdade não era assim tão feliz com o marido perfeito que achava ter. Descobre também que o pai não era assim tão bonzinho. Seu cargo de chefia numa empresa fica ameaçado pela falta de memória e pelas rasteiras de Byron, seu colega de trabalho. Ela perde suas 3 melhores amigas, mas no fim isso tudo muda.
Eu não posso estragar quem ficou interessado em ler o livro e contar o fim, né?!
Mas devo adiantar que as 3 últimas páginas são simplesmente frustrantes!

Li até de madrugada, empolgadíssima para saber o final depois de muitos anos sem conseguir chegar até a última página de um livro e tive uma pequena decepção. Claro que entendi o final, que fica subentendido por quem leu o livro inteiro, mas a impressão é de que a autora simplesmente não sabia como terminar o livro e escreveu qualquer coisa no maior estilo: chega, cansei! Não aguento mais, esse vai ser o fim e pronto.

Bem, ficou curiosa?! Procure alguma amiga(o)  que tenha o livro e peça emprestado. Vale a leitura pra distrair a cabeça e entrar um pouquinho no mundo de Lexi, mas prepare-se para um final não tão interessante assim.

De qualquer modo, esse livro abriu meu campo de visão sobre histórias "não reais" e aceito sugestões para o próximo! Você tem algum livro legal pra me indicar? :)

Um livro com uma história suave e gostosa de ler pode instigar a leitura de outros livros. Então, fica a dica!

Alguém mais já leu?! 

 
YOUTUBE  FACEBOOK  VLOG  PINTEREST • INSTAGRAM


Pin It Now!

19 comentários:

  1. Tem uma série (são 4 livros) que chama As Brumas de Avalon, é o melhor livro que li na vida! rsrs Conta a história do Rei Arthur pela visão das mulheres da época. Simplesmente amo e indico! :D

    ResponderExcluir
  2. Jessica, li somente o início do post pois ainda não li esse livro e prefiro ler somente a sinopse para ir descobrindo tudo aos poucos com a leitura.
    Eu sempre gostei de ler mais já havia me esquecido disso por tantas leituras que tenho para a faculdade...
    Leia "Fiquei com seu número" também da Sophie Kinsella, é super divertido!
    Um beijo!

    Michelle Marques

    ResponderExcluir
  3. Percebe-se que você não é muito chegada em livros pela foto que mostra como você dobra as folhas! Me deixou até com um aperto no coração hahahaha
    Quanto a recomendação, fique com a mesma escritora e tente ler sua coleção toda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha eu senti a MESMA coisa, Renata!!
      Jé, não dobre seus livros assim rsrs
      Poxa, meu estilo de leitura é muito diferente.. gosto de um suspense e terror.. não sei se te interessaria! Beijos

      Excluir
  4. Eu fiquei interessada em ler. Confesso que não tenho nenhum livro pra te indicar, já que nosso gosto é diferente ^^ Mas vale tentar ler algum do Nicholas Sparks, ele é um baita de um autor!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a dica do livro =)

    Beijooos

    Venha participar do nosso sorteio, o premio é uma blusinha do brasil !
    http://blogidfashion.wordpress.com/2014/06/03/sorteioooooo-vamos-torcer-com-estilo/

    ResponderExcluir
  6. Eu amei esse livro! Que bom que você começou a pegar gosto pela leitura, Jéssica! Leia esses também:
    Luxo, da Anna Godbersen
    Por isso a gente acabou, do Daniel Handler
    Belezas perigosas, da Libba Bray
    A rainha da fofoca, da Meg Cabot.

    Esses são só alguns dos meus preferidos! Espero que goste. Beijo!

    www.gemeasescritoras.com

    ResponderExcluir
  7. Jéssica leia a série Becky Bloom da mesma autora, é bastante divertida também "prende" a gente! Já li os 3 primeiros. Se você ler o primeiro da série, tenho certeza que vai querer ler todos!! ;)
    O Lembra de mim eu tenho mas ainda não li, mas já estou doida pra lê-lo!

    Thau Alves
    www.estillodevida.com

    ResponderExcluir
  8. oi.
    já li pratiamente todos os livros da Sophie kinsella.
    tem uma série dos livros dela que é sobre a Beck bloom, que é uma mulher muito consumista, gosta muito de sapatos, roupas e vive endividada.cada livro mostra uma fase da sua vida.
    outros livro que é uma trilogia, é da série: a seleção. o livro parece meio bobo, mas é totalmente adulto, é sobre uma garota que não queria ser princesa, mas está tendo uma seleção no pais dela para a nova princesa.
    se eu fosse falar todos os livros legais que já li não teria fim, mas é muito bom ler.tente mais.

    ResponderExcluir
  9. Oi Jeh, agora fiquei com vontade de ler! Hahaha
    Eu te recomendo a trilogia A Seleção! É com toda certeza o melhor livro que já li em toda minha vida, a história é muito interessante, te faz rir, chorar e você também não consegue parar de ler! Eu gostei tanto que quando a autora (Kiera Cass) veio para o Brasil, passei 6h na fila para tirar uma foto e pegar o autógrafo dela! Hahaha fui com minhas amigas e foi bem divertido, não me arrependi nem um pouco!
    bjs amo seu blog!

    ResponderExcluir
  10. Jessy leia "O DIA EM QUE TE ESQUECI" DE MARGARIDA REBELO PINTO. Não é leitura de alto padrão, mas com certeza ela irá te tocar profundamente.

    "Quando vês a morte de frente, passas a relativizar tudo o que não é fundamental para a tua sobrevivência. A proximidade com a morte tem um lado profundamente libertador: percebes que não morres, nunca morres, apenas muda de dimensão, e aprendes a ver a realidade com outros olhos."

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ei Jessica! Vou procurar esse livro pra ler! Eu gosto muito da Sophie Kinsella, porque ela tem uma escrita engraçada, faz com que o livro pareça realmente um filme na sua cabeça. Procure esses dois livros dela: A Lua de Mel e Os Delirios de Consumo de Becky Bloom. Os outros livros que indico aqui pra você são da Kiera Cass, da saga A Seleção. O livro parace ser bem bobinho, mas me prendeu e eu achei super legal! Beijos, continue lendo mais e fazendo resenhas, adorei!!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Jessica! Te indico "O melhor de mim" do Nicholas Sparks. Estou adorando esse autor, embora ele me faça chorar lendo seus livros. Esse livro que estou te indicando teve a mesma ação sobre mim: não conseguia parar de ler, sempre queria saber o que ia acontecer no próximo capítulo, tanto que fiquei triste ao mesmo tempo que satisfeita quando acabei. Satisfeita por saber o que acontecia mas triste por não "conviver mais com Dawson e Amanda, um casal de ex-namorados da adolescência que se reencontram quando já são adultos e têm que decidir se fazem o correto ou se escolhem simplesmente se amar. O livro dá pra fazer a gente pensar nas nossas decisões também ;)

    Bjs e boa próxima leitura!!!

    ResponderExcluir
  13. Jessica, gente como a gente. Haha o/
    ;*

    ResponderExcluir
  14. Achei muito bobinho e mal escrito! Enredo comum, previsível. Leitura pra passar o tempo só...

    ResponderExcluir
  15. Sou exatamente assim! Não lia somente a resenha do livro que os professores indicavam (haha), mas tem muito tempo que não termino de ler um livro. Isso é um pouco frustrante.
    Mas te indico demais o livro Game Of Thrones, o primeiro da série A Song Of Ice and Fire. Ainda não terminei de ler mas estou no finalzinho, e toda vez que pego ele para ler parece que não vou conseguir mais parar! Bom, eu gosto muito desse tipo de livro. Ele me transporta pra outro mundo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, Jessica! Não sei qual é seu limite de páginas para um livro e tal, se tem algum preconceito com livros muito grandes, mas eu quero te indicar um que eu li e amei. Vai até virar filme esse ano. É o "Garota Exemplar", da Gillian Flynn. Eu adorei e fiquei instigada durante toda a leitura. Ele é grande, maior do que esse que você leu, mas é viciante. Se você lê-lo, conte pras leitoras o que achou!
    Muitos beijos!

    ResponderExcluir
  17. Jé, há anos eu tinha o hábito de ler compulsivamente, mas hoje em dia, perdi muito o costume, infelizmente! Eu até tento voltar, mas nunca consigo terminar um livro. Sempre deixo o último capítulo, mesmo que o livro seja maravilhoso, hahaha. Como pode, né?

    Portanto, não vou te indicar nenhum. Mas um objeto nas suas fotos me chamou MUITO a atenção. Que é essa luz/vela (não pude descobrir o que é) com coisas parecidas com cristais em volta. O que é? Onde tu comprou? Achei a coisa mais linda do mundo e mesmo sem saber do que se trata, está na minha wishlist.

    Beijo! :*

    ResponderExcluir
  18. Jessica, eu amo ler (inclusive meu blog é sobre livros), então posso indicar alguns que você provavelmente vai gostar:
    A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista - O título é longo, mas a estória é curta, tudo se passa em apenas um dia.
    A Seleção - Pode parecer bobo, mas é uma estória emocionante. O livro se passa em uma competição pela coroa e um príncepe, tipo um Big Brother de princesas.
    Minha Vida Indecisa - Conta sobre uma garota que não sabe fazer escolhas, e para resolver seu problema, ela cria um blog para que as pessoas votem e decidam o que ela deve escolher em situações do dia-a-dia.

    São três livros curtos, engraçados e agradáveis para ler.
    Para mais resenhas e dicas sobre livros, visite meu blog: rasgandolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui! ;)

Arquivo do blog